sábado, 5 de julho de 2008

MANHÃS






“Sou tua manhã, teu pensamento
primeiro”


Guardas
Como cada célula do teu corpo
O reflexo da minha imagem.
Distante e tão próxima
Liquida figura
Beija a margem do rio
Corredeiras vivas
Pedras molhadas.
Estou aqui
Batendo no teu peito
Viva e impressa
Olhos perdidos
Não escapa de ti.

6 comentários:

Anne M. Moor disse...

Que as 'manhãs' continuem viçosas e aconchegantes minha amiga!

Flavio Ferrari disse...

Essa o Roberto poderia cantar ...

ETERNA GEMINIANA disse...

Sentimento aceso, coração vivo, uma boa razão para os agradecimentos matinais.

Jorge Lemos disse...

Por onde anda a Maria
dos versos mais que profundos?
Por onde anda Maria?
Já faz falta,
e eu queria, Maria,
que alegrasse este mundo
com encanto e poesia...

Por onde anda a Maria?

Maria disse...

Estou as vezes mais silênciosa imersa na fantasia.
Mas Maria assim é
Maria assim vive
Maria ama e vive.
Bjs

Luiz Modesto disse...

Lindo.
Agradabilissimo teu blog, minha cara.